domingo, 3 de outubro de 2010

Sem Coragem

E ele me chamou de sua, falou das saudades e da falta de notícias,
Reclamou minha presença e se mostrou impermeável às minhas desculpas,
Rezou um terço, leu a biblia e pediu perdão,
Me arrastou pro quarto, se deitou na cama e pediu carinho,

Me rasgou a blusa, afagou meu ventre e me virou de frente,
Chorou de rir, fingiu dormir, cantarolou baixinho e me traduziu,
Pensou alto, esculpiu meu corpo e desenhou minhas formas,
Me sentou  na cadeira de balanço pra me ver inteira,
Admirou a imagem, posou de bom moço e acreditou em mim,


Bebeu bom vinho, cheirou meu cheiro e adormeceu,
Sonhou com o Éden e percebeu-se no paraíso,
Leu poeia, escreveu um conto e cantou Chico,
Levantou num salto, abriu a caixa e guardou segredos,

Nos olhamos fundo, de verdade e quase saudosos,
Fizemos promessas, marcamos outra data e demos as mãos, 
Re-vimos  cada canto , batemos a porta, entramos no carro,
Dissemos "Adeus" e como por encanto, tudo escureceu,
Escuro no céu, escuro no mar, escuro por dentro, só escuridão.


Quando amanhecer, "você vai me ver" -  Eu menti pra ele
 







6 comentários:

patricia disse...

Rashmi, tienes un espacio de bella energía!
un beso.

Rashmi Tara disse...

Fiquei muito feliz com sua visita e seu comentário!!
Muita Luz e Paz!

Luciana Onofre disse...

adorei suas palavras.

Um abraço,

Luciana


http://virgo-sum.blogspot.com/

http://gherminando.blogspot.com/

Rashmi Tara disse...

Coisa boa sua visita, adoçou e coloriu meu dia!!!
Beijo e Luz!:)

Videcorando disse...

Que lindo, adorei a energia presente nesse blog
bj
vi

Ruby Fernandes disse...

oie flor! Obrigada pelo carinho viu?
Bjo bjo :)